Corpo Espiritual Corpo físico e Mente

Álcool: efeitos energéticos, espirituais e sobre o cérebro

O álcool tem sido denominado “espirituoso” desde a sua introdução na sociedade humana. Embora o mesmo seja produzido, promovido e injerido em massa ao redor do mundo, a maioria das pessoas ainda não considera ou compreende as consequências físicas, espirituais e energéticas do consumo do álcool. A maioria das propagandas de álcool estão embutida com mensagens e imagens ocultas, normalmente não perceptíveis à visão comum, mas percebidas através do subconsciente.


Sabendo o quão poderoso é o subconsciente em nossa tomada de decisões, sentimentos, reações e crenças, as mensagens de marketing de bebidas alcoólicas (assim como de tabaco e de outros produtos) promovem a apatia mental e a obediência cultural.  Mas por que tantas pessoas bebem álcool?

A resposta está na lacuna entre a mente consciente e subconsciente. Mesmo muitos queiram liberar o álcool de suas vidas conscientemente, a mente subconsciente dos mesmos ainda pode acreditar que o alcool é benéfico. Mas por que o subconsciente pensaria isso? Olhe para filmes, para a cultura popular e para a mídia. Onde quer que você olhe, há mensagens sobre pessoas se divertindo “muito mais” com o álcool. Preste atenção ao próximo filme que você for assistir e observe essas mensagens programando o seu subconsciente em torno do álcool. Essas mensagens levam a sua mente subconsciente a acreditar que é o mesmo benéfico, pois saiba que a mente subconsciente nunca questiona e aceita o é imprimido nela como verdadeiro.

Vamos  observar primeiramente a etimologia da palavra álcool ( a etimologia significa a raiz da palavra, de onde ela é derivada). A palavra “álcool” vem do árabe “al-kuhl”, que significa “ESPÍRITO COMENDO O CORPO”.

O álcool não tem nenhum benefício no camiinho espiritual. Não há mudança positiva ou de alta vibração que possa advir do consumo do álcool. De fato, o álcool faz o oposto de apoiar o seu crescimento espiritual. O álcool reduz a sua vibração, adormece os seus sentidos psíquicos e cria buracos energéticos em sua aura.

O álcool é classificado como um depressivo, ao contrário de um estimulante como a cafeína no café e no chá. Apesar dessa classificação, quando as pessoas bebem, elas tendem a ter uma centelha de energia, e sentem uma excitação e euforia. Mas por que isso acontece? O álcool é considerado um depressivo porque tem como alvo principal um neurotransmissor do cérebro, o ácido gama-aminobutírico. Quando ele é afetado, ocorre uma alteração no humor, no comportamento, na excitação e no funcionamento neuropsicológico.

Quando se bebe, à medida que o teor de álcool no sangue aumenta, ele age mais como um estimulante. Várias mudanças ocorrem também em outras partes do cérebro pelo consumo do alcool, como por exemplo:

(1) Um aumento dos níveis de Norepinefrina, que é responsável pela excitação e o comportamento impulsivo.

(2) A atividade no córtex pré-frontal de seu cérebro diminui, que é a região responsável pelo pensamento racional, tomada de decisão e violência.

(3) A atividade no córtex temporal diminui, a região que abriga o hipocampo. O hipocampo é responsável pela formação de novas memórias, portanto, uma diminuição na atividade aqui explica “apagões” e a incapacidade de lembrar eventos ao beber. 

(4) A atividade no cerebelo diminui, que é a região responsável pelo controle motor.

O uso prolongado do álcool também pode levar a ganho de peso indesejado, enfraquecimento do sistema imunológico, debilitação do sistema nervso, doenças do fígado, diminuição da inteligência e efeitos negativos sobre os hormônios. Beber álcool durante a gravidez pode levar a defeitos congênitos, retardo mental e deformidades no feto em desenvolvimento.

Quando você para de beber, a quantidade de álcool no sangue começa a cair e tem um efeito sedativo em seu cérebro. É por isso que as pessoas tendem a ficar sonolentas ou “desmaiam” rapidamente depois de beber.

Agora nós chegamos às potenciais repercussões energéticas e espirituais do consumo de álcool. Devido a nossa anatomia multidimensional (corpo físico, energético, mental, emocional, astral e sutil), existem efeitos multidimensionais correspondentes. Infelizmente estes são os aspectos menos discutidos e conhecidos do consumo de álcool.

1) Redução nas vibrações de energia

A mudança de sua bioquímica tem um efeito em todo o seu campo de energia (aura). Ao consumir o álcool, a vibração do seu campo de energia fica desestabilizada e reduzida. Os pensamentos e os movimentos do corpo tornam-se menos coesos, desalinhando os corpos sutis e quebrando a aura. As energias como sonolência, letargia, irritabilidade e raiva se instalam e emoções destrutivas se elevam, enfraquecendo ainda mais o seu campo de energia e escudo protetor.

2) Aumento dos defeitos de personalidade existentes

Você deve ter notado que algumas pessoas ficam bastante agressivas depois de tomar algumas bebidas, enquanto outras podem ficar chorosas e melancólicas. Quando o álcool enfraquece a faculdade de sua mente crítica, as vozes de sua mente subconsciente ficam ainda mais altas. Isso pode significar vozes de sua capacidade criativa oculta, mas provavelmente significa conflitos não resolvidos, que aumentam a sua emotividade e vulnerabilidade.

3) Ativação das impressões ancestrais

De sua mente subconsciente e do campo morfogenético, os seus hábitos ancestrais tambem podem ser despertados ou desencadeados pelo uso do alcool, aumentando assim as suas tendências de dependência herdadas e reduzindo a sua capacidade de se desvencilhar do desejo de beber (padrão familiar de doenças e vícios). Lealdades inconscientes e muitas vezes destrutivas dentro das familias podem ser dissolvidas por meio de uma prática de cura que envolve estados mais elevados de consciência e que respeita a sua anatomia multidimensional.

4) Bloqueamento dos anexos de energia

Quando estamos emocionalmente desequilibrados, traumatizados, deprimidos, zangados, tristes ou ansiosos, a nossa aura fica enfraquecida ou rachada. Com isso, almas desencarnadas podem se ligar a um campo energético humano, viver através do humano e se alimentar de suas energias. As implicações  aqui são múltiplas. Almas desencarnadas ou terrenas (também chamadas de espíritos ou desencarnados) são almas de pessoas mortas que deixaram o corpo físico, mas ainda não se libertaram espiritualmente e estão presas no plano astral.

Quando uma pessoa tem um gosto pelo álcool, esse gosto é frequentemente aproveitado por uma alma desencarnada; um desencarnado escolhido aleatoriamente em um bar, clube ou local público ou um ancestral que partiu com um desejo pelo álcool.

Uma vez ligado a um corpo humano, o espírito aumenta ainda mais o desejo do encarnado pelo álcool. O comportamento violento exibido sob a influência do álcool é principalmente devido a um apego negativo de energia; um espírito ou entidade que se aproveitou de um indivíduo e aumentou o seu defeito de personalidade já existente de violência ou depressão.
Como depressivo, o álcool retarda o seu sistema metabólico, tornando mais difícil para os espíritos de alta energia se conectarem e se comunicarem com você, pois o álcool induz um estado de baixa energia.

Na alquimia, o álcool é usado para extrair a essência da alma de uma entidade. Daí o seu uso na extração de óleos essenciais e na esterilização de instrumentos médicos. Ao consumir o álcool, na verdade extrai-se a própria essência da alma, permitindo que o corpo esteja mais suscetível a entidades vizinhas, a maioria das quais são de baixas frequências.  Os espíritos assumem uma forma mais gasosa e sua forma molecular vibra em uma taxa muito mais rápida, menos sólida e menos densa. Com a drástica diminuição da energia pelo álcool, beber pode tornar a conexão com espíritos que vibram em uma frequência mais alta cada vez mais difícil. Para que essas entidades se conectem claramente com você, a energia deles precisa se misturar com a sua energia e vibrar na mesma frequência.

Cada vez que você bebe álcool, a sua vibração cai. Pode levar até dez dias para restaurar o ponto de vibração em que você estava antes de beber. Se você quer entrar em sua luz vibracional mais elevada e experimentar a sua verdade autêntica, não há lugar para o álcool em sua vida. O caminho da mestria; o caminho de incorporar a sua vibração mais alta e luz maior é o caminho da ascensão, onde o álcool simplesmente não tem lugar.

Quanto mais atividades leves e elevadas você participar, como meditar, fazer mudanças na dieta e na vida social e se conectar mais com o caminho da alma, mais você elevará a sua vibração. Elevando a sua vibracao, a sua alma naturalmente se alinhará com a energia mais positiva e amorosa (a alta energia do Espírito ou Eu Superior) facilitando o contato somente com entidades de alta vibração, elevando assim a sua taxa energética com muito mais frequência.

Quanto maior e mais alto o seu estado energético natural se tornar, mais e mais difícil será para você entrar em estados de baixa energia. Assim, quando você beber uma bebida alcoólica depois de ter elevado a sua energia, isso criará uma discórdia direta entre seu corpo espiritual e seu corpo físico e essa discórdia pode torná-lo fisicamente e espiritualmente doente. De fato, depois de beber, você pode notar efeitos colaterais físicos que nunca estiveram presentes antes, como dores de cabeça e dores no corpo e no estômago, e efeitos colaterais espirituais que não estavam presentes antes também, como emoções e pensamentos de baixa energia. A discórdia entre o corpo físico e o corpo espiritual dificultará a conexão e a recepção clara das informações.

Felizmente, há coisas que você pode fazer para relaxar e se acalmar no final de um longo dia, o que não criará uma discórdia em seu corpo, evitando que você sofra qualquer efeito colateral.

Aqui estão algumas alternativas de relaxamento ao álcool:

1. Chás de ervas

O chá pode ser uma maneira surpreendentemente relaxante sem ter que diminuir ou baixar drasticamente o seu estado energético, como acontece com a ingestão do álcool. Ervas como a camomila, lavanda e valeriana ajudam a relaxar e misturados, ajudam  a desbloquear os chakras.

2. Tomar banho

Em um nível energético, tomar banho pode ajudá-lo a se libertar de quaisquer emoções, pensamentos ou cordões energéticos que se ligaram a você, através de outras pessoas que você encontrou durante o dia. Participar de algo chamado “banho psíquico” pode ajudá-lo a liberar, desconectar e deixar qualquer coisa que não esteja servindo ao seu bem maior, por sua vez, ajudando você a se acalmar e a relaxar.

3. Exercícios meditativos

Desenvolver atividades de atenção plena que ajudam você a se concentrar, olhar para dentro de si e a cultivar um lugar de paz e quietude em sua vida, pode ser extremamente relaxante. Você pode integrar ferramentas da meditação em sua vida diária para acalmar a sua mente, para centralizar o seu corpo e realinhar os seus pensamentos. Quando você eleva a sua vibração, torna-se cada vez mais difícil entrar em um estado que não está em alinhamento com quem e onde você está no agora, seja dentro de seu próprio corpo ou dentro de seu ambiente.

© 2018 Poder do Eu Superior. Aviso de direitos autorais: este conteúdo está protegido por direitos autorais e outras leis de propriedade intelectual. Você não pode reproduzir, republicar, executar, vender ou usar qualquer conteúdo contido nesta postagem sem autorização expressa por escrito.

2 comentários em “Álcool: efeitos energéticos, espirituais e sobre o cérebro

  1. Laura Palmer

    Republicou isso em Nova Visão: Cultura & Cidadania.

    Curtir

  2. Cidália Meireles

    Grata 🙏

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: