Universo Conectado

Como a consciência coletiva cria a realidade

Na tradição ocidental, encontramos ideias sobre um “campo da consciência“, uma mente universal que está ao nosso redor como um campo magnético, um campo que é impossível delinear, mas que no entanto, ajuda tanto a guiar o nosso comportamento quanto a determinar o próximo movimento da nossa atenção.

Na filosofia indiana, encontramos o termo Akasha que significa “éter”, o primeiro e mais fundamental dos cinco elementos subjacentes a todas as coisas e que se torna todas as coisas. O conceito antigo do Akasha está presente nas ciências modernas de hoje, conhecido como o vácuo quântico. Este vácuo seria um plenário cósmico ativo e fisicamente real, transmitindo não apenas a luz, a gravitação e a energia em suas várias formas, mas também informações.

Essa “informação” poderia ser uma forma de mente universal, uma consciência coletiva, e o vácuo quântico seria o mecanismo de informação holográfica que registra a experiência histórica da matéria, mas também os nossos potenciais de transcendência no futuro. Todos os indivíduos teriam acesso a essa mente já que o observador e o observado seriam encontrados dentro da mesma dinâmica de interação própria de um campo unificado e esse seria portanto tanto um campo de subjetividade quanto de objetividade.

Assim, a consciência poderia ser um fenômeno de campo que tece toda a vida em um único tecido e os campos seriam regiões de influência não materiais que servem como um meio para “ação à distância”.

O que conhecemos como “realidade” é criada pelo pensamento e pela consciência em todos os níveis da vida universal, desde a fonte até a consciência coletiva dos seres criados. A forma e a substância são compostas de partículas que assumem padrões específicos e são o resultado de concentrações de energia que emergem e desaparecem de volta ao campo quântico eletromagnético; um nó de energia que é uma espécie de defeito no continuum do campo quântico que é percebido por uma mente consciente.

Leitura:

-Joseph Murphy (1988). The Cosmic Power Within You. Prentice Hall Press

-Elgin, D. (1997). Collective Consciousness and cultural healing. Fetzer Institute.

-Rupert Sheldrake (2009). Morphic resonace: the nature of formative causation. Park Street Press; 4th Edition, Revised and Expanded Edition of A New Science of Life edition

-Joseph, R. (2015). Quantum Physics of God: How Consciousness Became the Universe and Created Itself. Cosmology.

-Nader, T. (2015). Consciousness is all there is: A mathematical approach with applications.

-Joe Dispenza (2018). Quebrando o hábito de ser você mesmo: Como desconstruir a sua mente e criar uma nova. Citadel Editora; Edição: 1

-Meijer, D. K. F. (2018). Universal Consciousness: Collective Evidence on the Basis of Current Physics and Philosophy of Mind.

© 2019 Poder do Eu Superior. Aviso de direitos autorais: este conteúdo está protegido por leis de direitos autorais e outras leis de propriedade intelectual. Você não pode reproduzir, republicar, executar, vender ou usar o conteúdo contido nesta postagem sem autorização expressa por escrito.