Energia, Frequência & vibração

Como a energia do coração afeta a realidade

Evidências científicas sugerem que as energias variadas produzidas pelo organismo humano resultantes de estados coerentes dentro do coração podem ter um efeito profundo em sua própria realidade física, bem como na realidade física de outros. O coração se comporta como se tivesse uma mente própria, enviando mensagens significativas para o cérebro, onde essas mensagens afetam as percepções, o comportamento e o desempenho de uma pessoa.

O coração gera o maior campo eletromagnético do corpo e esse campo elétrico é cerca de 60 vezes maior em amplitude do que as ondas cerebrais registradas em um eletroencefalograma. Este campo eletromagnético pode ser detectado e medido a vários metros de distância do corpo de uma pessoa e entre dois indivíduos próximos. O processamento emocional central é alterado por informações aferentes do coração que influenciam significativamente a atividade cortical relacionada a atividade perceptiva e o processamento mental.

As emoções positivas produzem cargas elétricas que emitem vibrações mais rápidas e de frequência mais alta. Os ritmos cardíacos, que são grandemente influenciados pela emoção, produzem variações energéticas e ondas eletromagnéticas, que podem ser detectadas não apenas pelo cérebro do indivíduo, mas pelos cérebros e sistemas nervosos das pessoas próximas. A matriz criativa divina, o campo que nos conecta com tudo, também chamado de campo morfogenético, reconhece as vibrações eletromagnéticas do nosso coração a partir dos nossos sentimentos ou de uma oração cheia de emoção.

Quando os sistemas mentais e emocionais estão sincronizados, temos um acesso maior a toda a nossa gama de potenciais e uma capacidade maior de manifestar as nossas visões e objetivos. E nesse sentido, com uma mudança no campo eletromagnético de um átomo por meio dos nossos sentimentos, somos capazes de influenciar a matéria na qual o nosso corpo e o nosso ambiente consistem.

Leitura:

– Lacey, B. C., & Lacey, J. I. (1978). Two-way communication between the heart and the brain: Significance of time within the cardiac cycle. American Psychologist, 33(2), 99-113.

-Valerie V. Hunt (1996). Infinite Mind: Science of the Human Vibrations of Consciousness. Malibu Pub; 2 edition

-McCraty, R. (2003). The energetic heart: bioelectromagnetic interactions within and between people. Institute of HeartMath

-Gregg Braden (2008). A Matriz Divina: Uma Jornada Através Do Tempo, Do Espaço, Dos Milagres E Da Fé. Cultrix; Edição: 1ª

-McCraty, R. et al. (2012). The Global Coherence Initiative: Creating a Coherent Planetary Standing Wave. Global advances in health and medicine, 2(1): 64-77.

-McCraty, R., Atkinson, M., Tomasino, D., and Tiller, W. (2013). The Electricity of Touch: Detection and measurement of cardiac energy exchange between people. HeartMath Institute.

-Neville Goddard (2016). O sentimento é o segredo. Clube de Autores.

-McCraty, R. (2016). Science of the Heart: Exploring the Role of the Heart in Human Performance. Volume 2. HeartMath Institute

© 2020 Poder do Eu Superior