Experiências Multidimensionais

A realidade telepática | como as nossas mentes se comunicam no campo quântico

Ao longo da história da nossa civilização, indivíduos relataram fenômenos psicológicos que desafiaram a compreensão em termos da teoria dominante de um universo newtoniano. Essas experiências foram descritas de maneira diversa usando termos como misticismo, magia e espiritualismo, todos referindo-se a um aspecto da realidade do qual a ciência convencional se distancia. Durante as nossas vidas, cada um de nós teve pelo menos uma experiência psíquica que foi muito significativa para ser atribuída à coincidência ou ao acaso. As nossas percepções no mundo em que vivemos se baseiam em nossos sentidos físicos limitados e no conhecimento que obtemos através deles.

A telepatia, como uma forma de percepção extra-sensorial, refere-se à suposta capacidade de perceber os pensamentos dos outros independentemente dos sentidos reconhecidos e, portanto, significa uma comunicação direta de uma mente para outra por um mecanismo físico sobre distâncias. Pesquisadores sugerem que a telepatia pode ocorrer entre membros de espécies diferentes e até entre sistemas vivos e o mundo inanimado. A telepatia origina-se de campos de interação criados pela atividade cerebral e esses campos mentais estão estendidos fora dos nossos cérebros a todo o universo e entram em interação uma vez que há um foco intenso em um pensamento específico.

Pesquisas indicam que a telepatia é o resultado das correlações entre duas mentes emaranhadas, já que a realidade física profunda está interconectada além dos limites comuns do espaço e do tempo. A comunicação telepática seria possível através da desaceleração das ondas cerebrais para um estado alfa e theta, um padrão semelhante ao devaneio, ou estados hipnagógicos à beira do sono, mudando dessa forma a consciência e a chamada energia do pensamento para um nível vibracional mais alto, fora do tempo e do espaço.

Leitura:

-Puthoff, H. E. & Targ, R. (1976). A Perceptual Channel for Information Transfer over Kilometer Distances: H’istorical Perspective and Recent Research. Proceedings of the IEEE, 64(3).

– Grinberg-Zylberbaum, J. et. al. (1994). The Einstein-Podolsky-Rosen Paradox in the Brain: The Transferred Potential. Physics Essays, 7(4).

-Radin, D. (2003). Thinking about telepathy.

-Sheldrake, R. & Smart, P. (2003). Videotape experiments on telephone telepathy. The Journal of Parapsychology, 67.

– Venkatasubramanian, G. et al. (2008). Investigating paranormal phenomena: Functional brain imaging of telepathy. International Journal of Yoga, 1(2).

-Rupert Sheldrake (2009). Morphic Resonance: The Nature of Formative Causation. Park Street Press; Auflage: 4th Edition, Revised and Expanded Edition of A New Science of Life.

-Persinger, M . & Lavallee, C. F. (2010). Theoretical and Experimental Evidence of Macroscopic Entanglement Between Human Brain Activity and Photon Emissions: Implications for Quantum Consciousness and Future Applications. Journal of Consciousness Exploration & Research, 1(7).

– Bernstein, P. et al. (2011). Non-Locality, Cognition, and Cosmic Structures. Journal of Cosmology, 14.

– Erickson, D. L. (2011). Intuition, Telepathy, and Interspecies Communication: A Multidisciplinary Perspective. NeuroQuantology, 1.

-Rupert Sheldrake (2011). Dogs That Know When Their Owners Are Coming Home: Fully Updated and Revised. Broadway Books.

– Nwanegbo-Ben, J. (2016). Quantum Physics and ESP(An Epistemic Resolution). International Journal of Philosophy, 4(3): 11-17.

© 2020 Poder do Eu Superior