Corpo Espiritual

A consciência humana multidimensional e os sete corpos espirituais

A visão científica atual da realidade apóia a ideia de que os seres humanos são seres multidimensionais, já que cada um de nós irradia um campo de luz à volta dos nossos corpos, que funciona em vários planos ou dimensões físicas e não físicas. Esse campo de energia e informação é comumente chamado de aura ou biocampo, é composto de energia eletromagnética mensurável e energia sutil, envolve o corpo físico em todas as direções e é composto por 7 camadas principais, que se interpenetram como uma grade, um campo de força fluido. O corpo físico é como uma espécie de cristalização densa no centro desses outros corpos, os outros o permeando e se estendendo além da sua periferia, sendo o físico o menor. Esses sete campos dimensionais não são locais específicos; todos eles se interpenetram e ocupam o mesmo espaço e níveis de consciência diferentes são necessários para perceber os diferentes planos ou dimensões. Assim, quanto mais forte e vibrante for nosso campo áurico, mais fácil será para nos sintonizarmos com todas as influências sutis em nossa vida.

Leitura:

-Annie Besant (1896). Man and his bodies. The theosophical publishing house.

-Arthur A. Powell (1927). The astral body and other astral phenomena. The theosophical publishing house.

-Manly Palmer Hall (1928). The secret teachings of all ages.

-Ted Andrews (2006). How to Meet and Work with Spirit Guides. Llewellyn Publications; 2nd ed.

-Feirn-Thompson, K. (2012). Healing through the language of the universe. American institute of holistic theology.

-Singh, J. P (2013). Physics, Consciousness and Health in Relation with Aura Energy Field. International Journal of Engineering Research and Development, 6(11): 84-87.

-Apraksina, N. D. (2012). Multidimensional consciousness of human being. Almetyevsk State Oil Institute.

-Rudd, R. (2018). The corpus christi- science of the rainbow body.Gene Keys Publishing Ldt.

-Lee Bladon (2019). The science of spirituality.

© 2020 Poder do Eu Superior